sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Os crimes mais macabros de 2012

Montagem/Nilton Fukuda/AE-Reprodução
A morte do empresário e herdeiro da rede Yoki, Marcos Kitano Matsunaga (no detalhe), de 42 anos, entrou para a lista de crimes macabros cometidos nos primeiros meses de 2012.

Matsunaga foi morto e esquartejado no dia 19 de maio por sua mulher, Elize Matsunaga (na foto, no dia do depoimento à polícia), na zona oeste de São Paulo.

Elize confessou ter matado o marido. Em seguida, ela o esquartejou e desovou as partes do corpo dele em Cotia. 

Em seu depoimento, Elize contou que atirou em Kitano no meio de uma discussão do casal e usou uma faca para cortar os pedaços do corpo.

Após a reconstituição do caso, a polícia irá pedir a prisão preventiva de Elize.

Polícia investiga se empresário morto teria usado serviço de acompanhantes


Montagem/Montreal Police Department/AFP/cbc.c
Luka Rocco Magnotta foi preso após ser reconhecido em um bar na cidade de Berlim, na Alemanha.

Magnotta é suspeito de ter assassinado e esquartejado Jun Lin, rapaz de 32 anos com quem Magnotta, que trabalha na indústria pornográfica, mantinha um relacionamento.

O ator pornô também é suspeito de, além de matar, ter filmado e divulgado o desmembramento de Lin.

Pedaços do corpo da vítima foram enviados a uma escola de Vancouver, no Canadá, país natal de Magnotta. Segundo a polícia, os funcionários que abriram os pacotes ficaram muito assustados e estão traumatizados

Reuters
O caso do “canibal pelado” de Miami, no Estado norte-americano da Flórida, chocou o mundo todo nas últimas semanas.

Rudy Eugene, americano de 31 anos, foi morto a tiros pela polícia no final do mês de maio após atacar e comer o rosto de Robert Poppo, morador de rua que dormia debaixo de um viaduto da cidade.

A polícia americana divulgou que está investigando qual tipo de droga Eugene havia usado antes do ataque. A mídia americana apelidou Eugene de “zumbi de Miami”.

Poppo, de 65 anos, ficou com o rosto completamente deformado e ainda está internado em estado grave

Namorada revela o que canibal de Miami fez horas antes do crime

Reprodução/huffingtonpost.com
O mesmo tipo de droga usada por Eugene, o canibal de Miami, pode ter incentivado outro ataque canibal, dessa vez em Louisiana, também nos Estados Unidos.

Após uma briga de vizinhos, Carl Jacquneaux, de 43 anos, arrancou um pedaço da bochecha de Todd Credeur (à esquerda na imagem).

Segundo a imprensa americana, a vítima estava aparando o jardim quando Jacquneaux apareceu e o atacou. Credeur contou que se defendeu espirrando veneno no rosto do vizinho.

Jacquneaux está preso por roubo agravado, violação de liberdade condicional e de ordens de proteção. Credeur foi hospitalizado, mas já se recupera em casa

Reprodução
No final do mês de abril, sete pessoas foram assassinadas em uma fazenda no município de Doverlândia, em Goiás.

As sete vítimas — o dono da propriedade e seu filho (ambos na imagem), o vaqueiro da fazenda e dois casais de amigos do dono — foram mortas com cortes profundos no pescoço.

O filho do vaqueiro conseguiu se esconder e, após a fuga dos assassinos, chamou a polícia.

Aparecido Souza Alves confessou o crime e foi preso na semana seguinte à chacina. 

A história acabou se tornando ainda mais trágica no dia 8 de maio. Durante as investigações do crime, umhelicóptero com o suspeito e sete investigadores da polícia caiu próximo à cidade de Piranhas, a 325 km de Goiânia, após ter sido feita a reconstituição do crime. Todos a bordo da aeronave morreram

Divulgação/Polícia de New Haven
No começo de junho, a americana Lowpel Davis, de 38 anos, invadiu um salão de cabeleireiro e roubou uma peruca.

Além disso, Lowpel atacou um dos sócios do salão. Ao ser impedida de sair do salão, a mulher se descontrolou e arrancou um pedaço do braço da dona do estabelecimento com a boca.

A polícia foi chamada e, após controlar Lowpel, levaram-na para a cadeia

Sebastian Kahnert/DPA/AFP
No início do mês de junho, um homem de 32 anos foi preso na Alemanha depois de assassinar e esquartejar a mulher na frente dos seis filhos do casal.

Policiais encontraram o criminoso ensanguentado e rodeado por pedaços do corpo da sua mulher.

Os vizinhos informaram que ouviram uma intensa discussão antes do incidente e que o homem atirou a cabeça da mulher na rua

Reprodução/The Sun
Um incêndio na madrugada do dia 11 de maio na casa de uma família de Derby, na Inglaterra, matou 6 das 17 crianças que viviam no local. Eles eram filhos de Mick Philpott, de 55 anos, e de sua mulher, Mairead, de 31.

Cinco das crianças, com idades entre 5 e 10 anos, morreram no local, enquanto o sexto, de 13, faleceu três dias depois no hospital.

No dia 19 de maio, o casal foi preso pela polícia local como suspeitos de terem provocado a tragédia

THOMAS THIELEMANS / BELGA / AFP
O corpo de Diana Farkas, quatro anos, foi encontrado no dia 23 de maio esquartejado no congelador da casa de sua mãe, na localidade de Chatelineu, sul da Bélgica, segundo anunciou a polícia federal do país.

A mãe, Juliana Santana Duran, reconheceu ter estrangulado a criança antes de esquartejar o corpo e guardá-lo em bolsas dentro do congelador, mas não explicou os motivos que a levaram a cometer esse ato brutal

Reprodução/telegraph.com
Meenakshi Thapar, 26 anos, atriz indiana de Bollywood, foi sequestrada e assassinada por dois outros atores no final de abril.

Amit Jaiswal, 36 anos, e seu amante, Preeti Surin, raptaram Meenakshi e, mesmo após o pagamento de parte do resgate, enforcaram e decapitaram a jovem.

O crime foi planejado após eles ouvirem a moça comentar que pertencia a uma família rica da Índia

Aijaz Rahi/AP
Um bebê de três meses foi brutalmente assassinado em Bangalore, na Índia, no início de abril. O caso chocou o país.

O pai da criança matou a pequena por causa do sexo dela — ele esperava um menino.

As imagens do desespero da mãe, Reshma Bano (acima), rodaram o mundo

Reprodução/huffingtonpost.com
A polícia do Alabama, nos Estados Unidos, encontrou os corpos de um casal de gêmeos de nove anos e do senhor que cuidava das crianças jogados em uma estrada.

Jordan e Taylor Dejerinett, de nove anos, e Jack Mac Girdner, de 73 anos, estavam desaparecidas desde o último domingo (3).

Autoridades locais prenderam Deandra Marquis Lee, considerado principal suspeito de ter cometido os assassinatos

Reprodução/Rede Record
Voltando para o Brasil, um trio foi preso no mês de abril em Garanhuns, Pernambuco, suspeito de vendercoxinhas feitas com carne humana.

O trio foi preso com a suspeita de ter matado pelo menos oito mulheres. Como recheio dos salgados, os canibais de Garanhuns usavam a carne das nádegas, dos braços e das coxas das vítimas.

Segundo o delegado responsável pelo caso, as mulheres eram mortas a facadas e esquartejadas. Em seguida, o trio bebia o sangue e se alimentava da carne das vítimas por quatro dias.

Em depoimento à polícia, os canibais afirmaram que comiam carne humana como processo de "purificação".

Reprodução/thesun.com.uk

Já na Itália, um pai desesperado jogou os dois filhos pela janela do sexto andar para depois também se matar, na cidade de Brescia, norte do país. 

Marco Turrini, de 41 anos, estava desempregado e deprimido e, após uma discussão com a mulher, atirou os filhos – Samuele, um menino de quatro anos e Benedetta, uma menina de 14 meses – do sexto andar do prédio onde morava.

Depois de jogar as crianças, Turrini também pulou da varanda. O pai e as crianças morreram com a queda.

Reprodução/huffingtonpost.com
Mais um crime americano: uma grávida de 22 anos sobreviveu depois de ser sequestrada, amarrada e baleada em Michigan, nos Estados Unidos. Durante o crime, o assaltante também ateou fogo na garota, que não foi identificada.

A mulher, grávida de nove meses, estava deixando em casa o ex-namorado quando foi abordada pelo assaltante. Ela teve as mãos, os pés e a boca amarrados, enquanto tinha uma arma para sua cabeça.

Após levar a mulher até um beco, o assaltante derramou um líquido na moça e ateou fogo em seu corpo. Ao tentar sair do carro, a grávida levou dois tiros.

Ela se fingiu de morta e, após o bandido fugir a pé, a americana conseguiu dirigir até um hospital e tanto ela quanto o bebê passam bem.

A policia investiga o envolvimento do ex-namorado no caso, que, segundo a vítima, "não fez nada para ajudar". Na imagem, o carro usado no crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário